mele - Unternehmensgruppe

mele Grupo informa

Nossas notícias sobre a
ME-LE Biogas GmbH

ME-LE Biogás Brasil Ltda. anuncia primeiro projeto de grande escala em Toledo - Paraná

A Mele Biogás vai instalar uma Usina de Biogás no Município de Toledo - A anúncio do projeto foi realizado na sexta-feira, 17 de janeiro, em uma cerimônia no Biopark. A Usina vai gerar biometano para uso industrial e veicular, além de biofertilizante e dióxido de carbono (CO₂) para uso indústria. Será construída com tecnologia e expertise do Grupo Mele. O dejeto de animais e os resíduos da produção agrícola e industrial da região serão utilizados como matéria-prima.

Estiveram presentes no evento diversas autoridades, entre elas, o Governador do Estado do Paraná - Carlos Massa Ratinho Junior, Deputados Estaduais e Federais, Secretários de Estado, representantes da empresa Mele, entre eles o CEO do Grupo - Dietrich Lehmann, e o Secretário de Economia, Trabalho e Saúde do Estado Alemão de Mecklemburgo Ocidental – Dr. Stefan Rudolph.

Com investimento de aproximadamente R$ 60 milhões, a Usina de Biogás vai ser construída ao lado do aterro sanitário de Toledo. “Estudamos muitas regiões do país e foi em Toledo que vimos maior potencial para produção de biogás. Nosso primeiro projeto começou a operar em julho deste ano em uma pequena usina abastecida com dejetos de animais. O novo projeto é 40 vezes maior em escala”, explica Christian Belt, Gerente de Projetos do Grupo Mele no Brasil. 

 

A implementação de projetos como este é estratégico na região oeste do estado devido à alta produção de proteína animal e cereais. Transforma-se um passivo ambiental em renda e possibilita a expansão de atividades como a suinocultura e avicultura.

Para o Governador do Paraná, investimentos como esse demonstram o crescimento do Estado. “O Estado foi o que mais cresceu na indústria no país em 2019, gerando também mais de 85 mil novos empregos com carteira assinada. Queremos ser uma vitrine de investimentos, sendo protagonistas desse momento. Usinas como essa mostram o nível de eficiência que está sendo alcançado, rumo à chamada economia circular, ou bioeconomia, onde se produz sem deixar dejetos na natureza. Agradeço a Mele por acreditar em nosso Estado”, comentou.